Vaga - Coordenador para Nampula

A SAVE THE CHILDREN INTERNACIONAL (SCI), uma organização humanitária sem fins lucrativos com foco no bem-estar da criança, está recrutando um(a) candidato(a) para a vaga de Coordenador(a) de Protecção à Criança e Salvaguarda, baseado(a) em Nampula.

 

Propósito:

O coordenador de Protecção à Criança e Salvaguarda (PC & SGC) será responsável por liderar a implementação do programa, colaborar com o governo para fortalecer os sistemas de protecção dentro e ao redor das escolas, envolver as principais partes interessadas da comunidade na promoção dos direitos das crianças, especialmente das raparigas, e colaborar na implementação da abordagem de escolas seguras, bem como reforçar os mecanismos comunitários de protecção das crianças. O(a) coordenador(a) também terá a responsabilidade de fortalecer as conexões dos beneficiários com outros serviços.

 

Qualificações:

Licenciatura em Serviço Social, Direitos Humanos, Direito, Educação, Relações Internacionais, Ciências Sociais, Psicologia, Estudos de Desenvolvimento ou experiência profissional equivalente.

Experiência e Habilidades Essenciais:

3 a 4 anos de experiência profissional no domínio da salvaguarda ou experiência equivalente na área de programação baseada em género e/ou protecção à Criança;

Boa compreensão do conceito e dos princípios de programação segura;

Excelente conhecimento das políticas de protecção às crianças e adultos e das melhores práticas da Save the Children;

Experiência em implementar estratégias de protecção à criança, como o fortalecimento e a colaboração com mecanismos de base comunitária, sistemas de reporte, gestão de mecanismos de reclamação, identificação e referência de crianças vulneráveis;

Experiência em conceber e facilitar formação sobre SGC, incluindo o reforço da capacidade das principais partes interessadas para prevenir e responder a questões de SGC;

Experiência de trabalho com parceiros e de utilização de uma abordagem participativa, bem como de coordenação de respostas com uma série de atores, incluindo autoridades governamentais, organizações nacionais/locais, ONGs, ONU;

Experiência e empenho em trabalhar através de sistemas de participação e responsabilização da comunidade;

Capacidade para identificar as principais lacunas em matéria de protecção das crianças num determinado contexto, a fim de dar uma resposta global às crianças;

Experiência no acompanhamento e avaliação de programas de protecção da criança;

Experiência na criação de capacidades e no reforço da compreensão e da resposta à protecção da criança por parte de várias entidades;

Experiência de trabalho com parceiros locais e de apoio aos mesmos;

Capacidade de redigir relatórios de avaliação e de projecto claros e bem fundamentados;

Excelente capacidade de comunicação e de relacionamento interpessoal;

Fortes capacidades de influência e experiência em advocacia;

Sensibilidade política e cultural com qualidades de paciência, tato e diplomacia;

Capacidade e vontade de ser extremamente flexível em circunstâncias de trabalho difíceis e por vezes inseguras;

Empenho e compreensão dos direitos da criança, dos objectivos e princípios da SCI e das normas humanitárias, tais como a Carta Esfera e o Código de Conduta. Em particular, uma boa compreensão do mandato da SCI e do enfoque na criança e a capacidade de assegurar que isto continue a sustentar o nosso apoio;

Capacidade para obter resultados e manter elevados padrões de comportamento profissional e de realização, incluindo quando trabalha sozinho(a);

Capacidade demonstrável de desenvolver capacidades e de exercer actividades de coaching;

Fluência escrita e falada em português e inglês.

 

Desejável:

Demonstra e partilha conhecimentos técnicos pormenorizados e experiência;

Experiência ou conhecimento de trabalho e de vida em regiões/contextos frágeis e de difícil acesso;

Mantém e alarga uma rede eficaz de pessoas no seio da organização e com o governo e os parceiros de desenvolvimento;

Experiência de trabalho com crianças e famílias, especialmente conhecimento dos direitos e da participação das crianças;

Experiência anterior em ONGs, incluindo a compreensão do estatuto de neutralidade de uma ONG internacional;

Conhecimentos de base em matéria de protecção de crianças/jovens, educação, direitos da criança;

É altamente desejável o conhecimento das línguas locais (Macua).

Os candidatos interessados devem submeter o Certificado de Habilitações, BI, CV e a carta de motivação em português/inglês através do link https://hcri.fa.em2.oraclecloud.com:443/hcmUI/CandidateExperience/en/job/2510?utm_medium=jobboard até ao dia 01 de Agosto de 2023.

 

AVISO LEGAL:

A SAVE THE CHILDREN INTERNACIONAL NÃO FAZ NENHUM TIPO DE COBRANÇAS EM QUAISQUER DAS FASES DO PROCESSO DE RECRUTAMENTO E NÃO PROCEDE POR VIA DE AGENTES DE RECRUTAMENTO.

"Somos um empregador de oportunidades iguais, encorajamos a candidatura de mulheres. A Save the Children compromete-se a garantir que todos os seus funcionários e programas sejam absolutamente seguros para as crianças. Aplicamos procedimentos rigorosos para garantir que somente os candidatos adequados para trabalhar com crianças tenham permissão para se juntar à nossa organização e todos os candidatos serão, portanto, sujeitos a este escrutínio."

NB: Somente os candidatos seleccionados serão contactados.



Comentários

Postagens mais visitadas